Monday, May 05, 2008

4 days of tv pleasure...

Há fins de semana que valem ouro.


Andava há uns tempos para por a minha cultura televisiva em dia. E este fim de semana foi dourado, de manta e chá na mão, dvd atrás de dvd no meu pc. Foi uma loucura. O meu pc sente-se violado e usado... mas gostou.


Comecei por ver meia série que dá pelo nome de "Californication".








Digo "meia série" porque vou só no episódio #6. Uma alma caridosa que partilha o estágio comigo já disse que me empresta o resto. (Bem dita sejas vós entre as colegas de estágio) Tenho que dizer que estou a adorar mas é esquisito ouvir toda a gente que já viu a série até ao fim dizer tanto mal, com tanto ódio, do último épisódio. Serão assim tão maus os últimos 5 minutos da série? O fim é lamechas? É previsivel e fútil? Só fico com ainda mais vontade de consumir o resto dos episódios...!


Uma série completamente original é o que é. Se numa série clássica um homem queria ganhar o coração de uma "ex", era tristonho, chato e meloso para o conseguir. Aqui o David manda-se para cima da mulher que quer reconquistar nem que para isso tenha de se declarar em frente ao "soon to be" noivo dela. Original, bem escrito e com interpretações do (bleep). É óptimo ver séries em que até as personagens mais secundárias têm profundidade e excelentes desenvolvimentos, bons momentos cómicos e uma profundida para além do óbvio.


A minha opinião aqui vai até ao sexto episódio... vale a pena comprar!
Não é uma obra de arte mas é muito bom.




Outra série que aproveitei para ver, uma daquelas falhas crassas da minha pessoa, é a série "Extras".




Sou fã do senhor Ricky Gervais. Já tinha visto o "The Office" e tenho dois dos três espectaculos ao vivo de stand up dele (falta-me o "Politics", entre o "Animals" e o "Fame") e uma coisa fica óbvia quando o vejo actuar e escrever. (Quer dizer, eu não o vejo escrever... mas vocês perceberam...) É um dos melhores argumentistas de comédia que deus ao mundo atirou.

"Extras" é uma série de comédia Inglesa que leva o próprio do humor inglês mais longe do que já tinha ido. Dá-lhe mais um empurrãozinho numa longa travessia em que olha o humor dos outros paises por cima do ombro. Gervais deve passar horas a adornar e melhorar cada diálogo, a fazer com que cada situação seja cadavez mais desconfortável, ao ponto de numa série de comédia nós termos vergonha de rir. Racismo, deficientes mentais, homosexualidade... Gervais consegue fazer-nos rir disto tudo, com ele, contra ele, e sempre desconfortáveis porque no fundo ele é uma boa pessoa... que diz tudo errado, à pessoa errada. Como ele próprio diz durante a série: "Quero fazer algo que fique para história..." Done, my friend!

Se a outra não era uma obra de arte mas era muito boa... esta é uma obra de arte!

Venham mais fins de semana com séries deste calibre!
Venham...

hug,
gui

5 comments:

Tracey said...

EXTRAS! tão bom

Gui said...

tracey,

Disseste em 3 palavras aquilo que me levou um post inteiro... lol

Mas, sim de facto é muito muito bom!

Sou cada vez mais fã do senhor Ricky Gervais... =)

bjinh.
gui

Pedro Lopes said...

Vou seguir-te e começo por Californication. Detesto estragar séries e ver os episódios todos em poucos dias. Detesto devorar séries. Para mim, uma série, tem de ser bem digerida,com tempo. O melhor é vê-la na tv, tem outro sabor. Já tenho Californication há algum tempo comigo, mas quando soube que ia estrear na rtp2 decidi esperar. Penso que vou agora no quarto episódio. Não é uma série perfeita, não é completamente viciante, mas é boa e dá muita vontade de ver.

EXTRAS!! Vi a primeira temporada no computador e a segunda na rtp2 também. Ainda me falta o especial de Natal.
Arrisco a dizer que Gervais é o melhor actualmente. As suas séries não são comédias sem sentido, são também abordagens profundas que nos tocam ao ponto de nos sentirmos desconfortaveis.

Gostei muito do teu comentário ao Extras.

Pedro Lopes, o antigo Bill, com novo blog em http://tevequesair.blogspot.com

Gui said...

ex-bill, agora pedro lopes =)

Sim, concordo contigo. Por um lado devorar séries em poucos dias acaba por matar parte da experiência fantástica que é vê-las, mas não consigo ver séries de tv na televisão.

Acaba sempre por me acontecer o que me aconteceu agora com o "OZ", ou "A Vedeta". Começo a acompanhar, desde o início e eles sabe-se lá porque resolvem mudar o horário, andar 5 episódios para trás, parar a série a meio, etc. Não consigo assim. Desisti...

Quando vejo uma série ou um filme gosto de ver tudo seguido, por ordem, e sem perder bocados. Não percebo as pessoas que começam a ver Lost a meio da terceira temporada, episódio #7. Que sentido é que faz? Eu arranjo as temporadas todas e acompanho tudo com calma desde o primeiro segundo.

Isto implica que seja com calma, em casa, no portátil. E o que significa também que se for muito viciante vou ter de ver tudo seguido... lol é um ciclo vicioso, pronto.

Californication é bom, bem escrito e bem estruturado mas tem uma certa falta de profundida. Como me disseram hoje "é fast food". Não concordo na totalidade, porque para mim fast food é "24" ou "CSI", mas não deixo de perceber o que querem dizer, porque em termos de aprofundar problemas ou emoções acaba sempre por ser um pouco básico...

(Queria só parar para dar os parabéns a mim mesmo pelo comment de resposta mais longo da história da internet... obrigado.)

Extras é sem dúvida uma série para a história. Já tenho aqui o special mas ainda não o vi. É uma espécie de tortura pessoal... lol mas não vai demorar muito até ter visto! =)

Boa sorte com a nova morada e lá estarei a fazer umas visitas! =)

hug,
gui

Pedro Lopes said...

Ah, mas californication passa na rpt2, a única que respeita horários e calendários. E a pensei agora cá para mim, acho que actualmente só acompanho essa série na tv. E é precisamente pelo que disseste. Para não perder a série a meio.

Continuação de bom trabalho.